Categorias
Educação

Encontro precioso

Encontro precioso

É preciso resistir e insistir na Educação. É preciso dar as mãos, seguir junto, se reinventar. Manter a curiosidade, a abertura para o novo e para a transformação. Não desistir do outro, de si mesmo e construir o afeto sincero é uma tarefa diária. Se comprometer com a realidade e com as aprendizagens traz a sonhada esperança para a prática.
Abayomi vem do iorubá, e siginifica “encontro precioso”. Neste dia que celebramos uma data para os professores, convidamos todos e todas vocês a buscarem encontros preciosos para a vida, e que estes também possam acontecer entre pares na ESCOLA, e entre toda sua comunidade e território.

Categorias
Educação

Educação Inclusiva

Educação Inclusiva

A Educação Inclusiva se constitui por um conjunto de ações e políticas que buscam garantir que os espaços escolares e os processos de ensino-aprendizagem atendam a todas as crianças. Ações e políticas estas que garantem que crianças com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e superdotação tenham seus tempos e processos respeitados e não sejam apartadas das demais. O Decreto 10.502/2020, que institui a Política Nacional de Educação Especial, representa o retorno das Escolas Especiais (ou Especializadas) para o atendimento específico dessas crianças e adolescentes. É uma política segregacionista e eugenista, que representa um retrocesso de mais de 30 anos nas ações em defesa das pessoas com deficiência. Implica na desobrigação do desenho universal e inclusivo na rede regular de ensino, permite que os profissionais que trabalham especificamente com as questões da deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e superdotação se aglutinem nas escolas especializadas e deixem os espaços escolares regulares. É papel de todes lutar contra mais este golpe contra a pluralidade e contra o respeito às singularidades. Essa pauta também é nossa e não por acaso o capacitismo é um dos temos do nosso seminário.

Categorias
Educação

Vamos falar de raça sim

Vamos falar de raça sim

Uma das principais razões que motivou a existência e construção do projeto da Escola da Árvore foi a quase inexistência de crianças negras nas escolas visitadas quando procurávamos um espaço para colocar nossa criança. A pergunta então era: como aproximar vínculos e diminuir esse abismo racial? E aí vamos falar de raça sim, porque a não racialização de brancos se dá justamente no universo hegemônico segregacionista da branquitude. Assim, há cinco anos estamos aqui trabalhando esse racismo nosso de cada dia, criando estratégias sinceras para trazer para todas as crianças referências negras tanto no corpo docente, na literatura, na história, fortalecendo nossas teias de respeito, afeto e entendendo que protestar é importante mas que por si só não repara os danos da desigualdade. Quando ensinamos sobre a escravidão, os livros didáticos não nos servem, a Isabel não é princesa de ninguém e a libertação do povo preto só virá quanto todos nós entendermos sobre a responsabilidade do privilégio branco e sobre como precisamos estar a serviço de uma outra construção social. Acreditamos que nossos estudantes devam crescer fortalecidos e capazes de, criticamente, produzir laços da empatia e esvaziar os afãs da guerra. Por uma pedagogia antirracista agora, para que as crianças possam viver suas diferenças e semelhanças como riqueza cultural e ancestral, e se tornem aliadas verdadeiras nessa luta.

Categorias
Educação

Desafios em inovar

Desafios em inovar

Um dos desafios das escolas inovadoras é sem dúvida manter a ludicidade de mãos dadas com os conhecimentos científicos e com as aprendizagens com sentido. As crianças crescem e irremediavelmente as responsabilidades também. O tempo de quintal, as fantasias, as pesquisas e a sistematização do conteúdo acadêmico vão ganhando novos contornos.

Por aqui, o que ficamos bem atentos neste período do ensino fundamental, é cuidar para que as bagagens que esses estudantes passam a construir não se tornem pacotes fechados, sem sentido e que pesem na mochila. Caminhamos por percursos que ofereçam autonomia com responsabilidade, o arremate da cultura e as mediações necessárias, sem perder de vista a individualidade e o afeto tão importantes nessas relações.
É com atenção a esses desafios que as crianças têm tempo e espaço de aprender o currículo proposto, se relacionar consigo e com o outro e ainda ficar de cabeça pra baixo.

Categorias
Educação

Murais com emoções

Murais com emoções


Em uma escola com inspiração Freinet as representações elaboradas pelas crianças recebem um olhar especial. A partir de suas criações, elas estruturam o espaço, entendem o mundo, descobrem a si mesmas. As paredes das salas contam as histórias que o grupo está vivendo, e mostram no que a escola se fia em seu cotidiano.

Assim, os murais vão se enchendo de emoções, como essa figura de um menino que explicou à professora que precisava pintar sua cabeça de vermelho pois ela fica muito quente quando ele está nervoso, ou como na segunda foto em que o estudante organiza todo o percurso da confecção do Papel machê que sua turma fez.
Partir das próprias referências para desenhar faz com que as crianças criem segurança em suas criações, se percebendo artistas e autoras nesse processo.

Categorias
Educação

Posicionamentos definidos

Somos uma escola que jamais se propôs à neutralidade

Somos uma escola que jamais se propôs à neutralidade: temos posicionamentos frente a realidade e sabemos de que lado estamos da história. Um projeto de Educação que fomenta debates sobre pautas essenciais à construção de uma sociedade possível e mais justa. A cada ligação e a cada visita, entendemos que nosso propósito está avançando para além das árvores do nosso Cerrado e assim vamos ampliando os laços e as parcerias que vêm compor a comunidade escolar.